Que bom que você veio!!


Que bom que você veio!!
Quero escrever textos que nos ajudem a entender um pouco mais daquilo que Deus tem para nós, para falarmos uma mesma linguagem. Não tenho o objetivo de ser profundo, nem teológico, nem filosófico, nada disso. Quero dizer coisas simples que pululam em minha mente, sempre atento para não contradizer em nada a minha fé, ou o que creio ser a vontade de Deus.
No mês de Agosto/12 há um texto que explica o significado e o porquê do nome Xibolete.

6 de jun de 2014

Perna de pau não entra no céu.

Foi convocada a Seleção Brasileira para a Copa de 2014. Para alguns, sem surpresa. Para outros, com uma surpresa não muito significante. Para milhões de brasileiros esta seleção poderia ter mais alguém. Se dependesse do povo, a seleção deveria ter uns cinco mil jogadores. Mas todos os que estão lá, de uma forma ou de outra, já provaram que mereciam.

Após várias convocações, com certeza, a comissão técnica tinha um perfil completo de todos os que foram chamados. Vários critérios foram analisados. Talvez dedicação, caráter, capacidade técnica, psicológica e física, entre tantos outros critérios foram avaliados em cada um deles. Não foram chamados só pelos belos olhos, ou belas pernas, como diria a torcida feminina.

Toda essa preocupação com as características dos escolhidos me levou a uma antiga história. O livro dos Atos dos Apóstolos narra um evento de escolha de alguns homens que deveriam ter as características adequadas à função que exerceriam. Com o aumento dos convertidos, os apóstolos tinham muito trabalho a realizar e estavam deixando algumas tarefas por fazer, ou não estavam fazendo com perfeição.

Eles se reuniram com os discípulos e chegaram seguinte conclusão: "Não é certo negligenciarmos o ministério da palavra de Deus a fim de servir às mesas. Irmãos, escolham entre vocês sete homens de bom testemunho, cheios do Espírito Santo e de sabedoria. Passaremos a eles essa tarefa e nos dedicaremos à oração e ao ministério da palavra" (At. 6:2-4). E assim se instituiu o corpo diagonal na igreja.

Mais tarde, Paulo orienta a Timóteo dizendo que os diáconos "devem ser dignos, homens de palavra, não amigos de muito vinho nem de lucros desonestos. Devem apegar-se ao mistério da fé com a consciência limpa. O diácono deve ser marido de uma só mulher e governar bem seus filhos e sua própria casa" (I Tm 3:8-10,12). Paulo estende ainda às esposas dos diáconos a responsabilidade de serem "igualmente dignas, não caluniosas, mas sóbrias e confiáveis em tudo" (I Tm 3:11).

Na mesma carta escrita a Timóteo, Paulo cita alguns requisitos para o bispo e diz que ele "deve ser um homem que ninguém possa culpar de nada. Deve ter somente uma esposa, ser moderado, prudente e simples. Deve estar disposto a hospedar pessoas na sua casa e ter capacidade para ensinar. Não pode ser chegado ao vinho nem briguento, mas deve ser pacifico e calmo. Não deve amar o dinheiro. Deve ser um bom chefe da sua própria família e saber educar os seus filhos de maneira que eles lhe obedeçam com todo o respeito. É preciso que o bispo seja respeitado pelos de fora da igreja, para que não fique desmoralizado e não caia na armadilha do diabo" (1 Tm3:2-5,8).

Infelizmente muitos acham que estas características são necessárias apenas para os diáconos e, nos dias de hoje, para os pastores. Isto joga sobre estes homens uma aura de santidade, nem sempre verdadeira, que os coloca num pedestal injusto. Alguns levam isto tão a sério que se acham os donos da igreja toda, se não os próprios deuses na terra. Por outro lado, os outros crentes, que parecem não precisar desta santidade toda, cobram destes pobres homens a demonstração dessa santidade, e isto se estende a todos os seus familiares.

Na seleção do Felipão não tem perna de pau. Então, podemos cobrar atuações que represente a capacidade deles e a confiança que depositamos neles, por que nós não temos, e nem precisamos ter, as mesmas características que eles possuem. Mas no reino de Deus as características dos diáconos e pastores são tão necessárias a qualquer outro crente como a necessidade de respirar.

Quando Jesus ora pelos seus seguidores, diz ao pai que ora por eles porque seriam os seus representantes na terra: "a minha natureza divina se revela por meio daqueles que me deste" (Jo 17:10). Jesus não fez nenhuma discriminação entre bispos, diáconos, pastores, apóstolos ou crentes normais. Ele enquadrou todos os seus seguidores num mesmo patamar. TODOS DEVEMOS ser um espelho de onde a imagem de Cristo seja refletida. Não temos desculpas para não ser assim.

Muitos ficaram fora da seleção do Felipão por não se enquadrarem nos aspectos procurados por ele e pela comissão técnica. E Deus, muito mais exigente que o Felipão, não convocará quem não se enquadrar perfeitamente no seu perfil. Preste atenção, pois não ser escolhido por Deus vai ser muito mais triste, do que não ser chamado pelo nosso técnico brasileiro.

E não é só porque você está enfiado dentro de uma igreja que sua vaga esta garantida. O próprio Cristo avisou: "Não é toda pessoa que me chama de "Senhor, Senhor" que entrará no Reino do Céu, mas somente quem faz a vontade de meu Pai, que está no céu" (Mt 27:21).

Então, se liga meu irmão, ou minha irmã. Algumas surpresas poderão acontecer. A seleção de Deus não tem perna de pau. Só quem leva a sério seus ensinamentos.