Que bom que você veio!!


Que bom que você veio!!
Quero escrever textos que nos ajudem a entender um pouco mais daquilo que Deus tem para nós, para falarmos uma mesma linguagem. Não tenho o objetivo de ser profundo, nem teológico, nem filosófico, nada disso. Quero dizer coisas simples que pululam em minha mente, sempre atento para não contradizer em nada a minha fé, ou o que creio ser a vontade de Deus.
No mês de Agosto/12 há um texto que explica o significado e o porquê do nome Xibolete.

7 de out de 2017

Papagaio Pelado

Recebi um vídeo que mostrava um papagaio completamente depenado, só com umas penugens esbranquiçadas e uma única pena no rabo. Ele dançava e saltitava ao som de uma musica do Bob Marley. Vendo a situação dele, tão acabadinho coitado, mas feliz da vida, lembrei-me de Jó.

A Bíblia diz que Jó era um cara bem de vida. Tinha posses, saúde,  uma família linda e ainda revela que Deus o tinha como alguém irrepreensível. De um momento para o outro o mundo dele desaba. Todos os seus bens vão por água abaixo, perde tudo que possuía. Chega a notícia de que seus filhos haviam todos morrido de uma única vez. Jó fica arrasado.

Não bastasse tudo isso, ele fica com o corpo cheio de feridas, e a Bíblia relata que ele raspava as feridas com um caco de telha. Você pode imaginar isso? Mas, há uma fala desse homem que é reveladora: "Nasci nu, sem nada, e sem nada vou morrer. O Senhor o deu, o Senhor tirou; louvado seja o seu nome!" (Jó 1:21). Entendeu? Que homem era esse Jó!

O mundo caia sobre sua cabeça, mas continuava firme. Tinha convicção de que Deus estava no controle. Sua confiança era tão grande que em dado momento exclama: "Pois eu sei que o meu defensor vive;  no fim, ele virá me defender aqui na terra ... Eu o verei com os meus olhos; os meus olhos o verão" (Jó 19:25,27). A história de Jó termina com a afirmação que Deus honra sua perseverante e inabalável fé restituindo em dobro tudo que ele perdera.

Outro papagaio pelado na Bíblia foi Habacuque. Ele viveu num período que o Império Babilônico era o mais poderoso do mundo, um povo cruel. Eles eram inimigos do povo de Habacuque, e ele reclama com Deus dizendo: "Os teus olhos são puros demais para olhar o mal; tu não suportas ver as pessoas cometendo maldades. Como é, então, que ficas calado quando esses malvados matam pessoas que são melhores do que eles? (Hc 1:13). Ele não entendia como Deus permitia que aqueles homens violentos e cruéis, fizesse a sua nação sofrer tanto, se ela era mais "santa" que a outra. Que sofrimento, como aguentar isso? Como entender que os bons sejam destruídos pelos maus?

Mesmo vivendo aquela situação que o deixava revoltado, e que o leva a reclamar com Deus, no final do seu livro nos ensina o que devemos fazer. Ele diz que tudo poderia estar em desordem total, e o mundo desabando sobre ele, mesmo assim ele continuaria dando  graças ao Senhor e louvando  a Deus, o seu Salvador, que era a sua força (Hc 3:18,19). Ele tinha certeza de que Deus estava no controle.

Crer em Deus quando as ondas estão inofensivas é mole, mas quando as ondas fortes teimam em quebrar uma atras da outra sobre você, não te dando tempo para respirar, aí é outra coisa. Aquele momento quando você chega a imaginar que Deus está lendo um bom livro e não está prestando atenção ao que você esta sofrendo, é desesperador. A convicção de Jó, de que Deus, em algum momento, vai tirar os olhos do livro, quem sabe entre um capitulo e outro, e virá socorrer, nem todos temos. Ah, aí é que é difícil!

A galeria da fé, de Hebreus 11, nos apresenta uma lista de outros papagaios pelados que foram perseverantes e alcançaram a vitoria por não abrirem mão do relacionamento com Deus. Mas para isso é preciso conhecer Deus como Davi, que declarou: "Esperei com paciência pela ajuda de Deus, o Senhor. Ele me escutou e ouviu o meu pedido de socorro. Tirou-me de uma cova perigosa, de um poço de lama. Ele me pôs seguro em cima de uma rocha e firmou meus passos. Ele me ensinou a cantar uma nova canção, um hino de louvor ao nosso Deus" (Sl 40:1-3). Tiago nos exorta a termos alegria nas provações, pois, elas, nos ensinam a perseverança que nos ajuda a sermos "perfeitos e íntegros" (Tg 1:2-4).

Então é isso. Aproxime-se de Deus, faça amizade com ele, busque intimidade com ele e seja perseverante. E, quando o mundo parecer estar caindo sobre sua cabeça, você poderá se sentir como o papagaio pelado, e dançar, e pular, na certeza de que o socorro virá e uma nova penagem surgirá, quentinha, colorida e agradável de ser vista, e uma nova canção brotará em seus lábios.

Creia nisso.