Que bom que você veio!!


Que bom que você veio!!
Quero escrever textos que nos ajudem a entender um pouco mais daquilo que Deus tem para nós, para falarmos uma mesma linguagem. Não tenho o objetivo de ser profundo, nem teológico, nem filosófico, nada disso. Quero dizer coisas simples que pululam em minha mente, sempre atento para não contradizer em nada a minha fé, ou o que creio ser a vontade de Deus.
No mês de Agosto/12 há um texto que explica o significado e o porquê do nome Xibolete.

31 de out de 2014

O PT ganhou as eleições. E agora???


Para alivio geral, as propagandas eleitorais chegaram ao fim. Queira Deus que algum gênio descubra um modelo menos chato para a propaganda eleitoral. Que não suje tanto e nem polua o visual de nossas belas cidades. Mas elas acabaram. Todos os brasileiros foram as urnas. E, então, o PT recebeu o direito de governar o país por mais quatro anos. E agora?

Se você é daqueles petistas de carteirinha, quase xiita, não fique vermelho de raiva antes acabar a leitura. Não tenho a menor pretensão de falar o que vai acontecer. Minha bola de cristal está quebrada e os marcianos ainda não me mandaram outra. Talvez quando eu for a lua dê uma passadinha em Marte para comprar outra.

A vitoria do PT foi festa para uma parte do país, e velório para outra parte. De alguma forma todos nós que apertamos aquelas teclas temos a convicção de que aqueles escolhidos são os que irão, ou iriam, resolver todos os nossos problemas. Mesmo que eles já tenham estado lá e não tenham resolvido nada, ainda continuamos acreditando. 

Thoreau, em "A Escravidão em Massachusetts", disse que "O futuro do pais não depende de como você vota nas eleições. Depende de que tipo de homem sai da sua casa todos os dias". Você já parou para pensar nisso?

Como é o homem que sai da sua casa todos os dias? É apenas mais um egoísta que sai pensando em levar vantagens a todo custo. É alguém que escolheu um candidato que, de alguma forma, beneficia a você, em detrimento de tantos outros. Votou em causa própria ou pensou no coletivo?

O que o país pode ser se depender do homem que sai da sua casa todos os dias? Você que usa os meios de comunicação possíveis para agredir, ofender, desrespeitar ou caluniar aqueles que pensam de forma diferente de você. Você que não respeita as mais simples leis da convivência social. Você que não respeita as mais simples leis de trânsito. Você que reclama dos corruptos e ladrões do Brasil, mas recebe um troco errado a seu favor e o guarda com um sorriso nos lábios.

Que futuro podemos esperar para o nosso país se depender de você, criado a imagem e semelhança de Deus, mas que, no uso da sua liberdade de escolha, optou por se parecer com qualquer outro ser, menos com Deus?

O PT ganhou as eleições. E agora?

Agora, precisamos urgentemente ouvir o clamor de Paulo que, falando sobre o procedimento dos cristãos, nos exorta a tirar a roupagem do "velho homem, que se corrompe por desejos enganosos" (Ef 4:22), a nos livrarmos da nossa "natureza terrena" (Cl 3:5), e relaciona algumas coisas desse velho homem: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus, ganância, ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem indecente e mentira (Cl 3:5,8 e 9); idolatria, feitiçarias, inimizades, contendas, ciúmes, discórdias, dissensões, facções, invejas, glutonarias, e coisas semelhantes a essas (Gl 5:19,20,21).

O apostolo nos insta a mudar o nosso modo de pensar, nos revestindo do "novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e santidade, proveniente da verdade" (Ef 4:24). Paulo nos desafia a sermos "imitadores de Deus" (Ef 5:1), exalando a sua justiça e santidade e transbordando "amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade e domínio próprio" que é fruto do Espirito (Gl 5:22,23).

O futuro do nosso país depende de que o "homem que sai da sua casa todos os dias", segundo Thoreau, seja um "imitador de Deus", conforme Paulo. Esse tem sido meu alvo. É o seu?

4 de out de 2014

É proibido, mas...

"O pecado me atrai, o que é proibido me fascina" é uma frase atribuída a Clarice Lispector.

Porque será que o proibido nos atrai tanto?

Fico imaginando Adão no paraíso cercado de maravilhosos frutos que acabaram de ser criados. Frutas para todos os gostos, com sabores diversificados e maravilhosos, sem agrotóxicos, doces como não imaginamos, todos ali para ele desfrutar a hora que quisesse.  E o cara vai comer justamente daquele fruto que Deus havia ordenado para que não comesse.

Será que ele já havia comido pelo menos um de todos os outros e agora só faltava aquele? Qual seria o sabor daquele ali? Seria muito melhor que todos os outros? Se sim, porque Deus faria uma brincadeira tão sem gosto assim: deixar justamente o melhor de todos fora do cardápio? Será que valia a pena desobedecer? 

Talvez Adão e Eva ficassem olhando para aquela arvore imaginando qual seria o sabor daquele fruto proibido e, por não ter muito o que fazer, ficassem ali comendo com os olhos. Diz o ditado que mente vazia é oficina do Diabo, então não poderia acontecer outra coisa. Ao ver aqueles olhos cheios de desejo, o diabo chamou Eva num cantinho e mostra sua audácia ao dizer que Deus estava mentindo. Revela, então, que o sabor daquele fruto era a mutação de "semelhantes" para "iguais" a Deus (Gn 3:4). Foi o auge da sedução. Imagine, ser igual a Deus. Quem não gostaria?

Por falta do que fazer Davi teve o seu momento "Janela Indiscreta". Passeava pelo terraço do palácio e se deparou com o seu fruto proibido: a esposa do general Urias (II Sm 11). Ficou ali olhando para a sensualidade daquele corpo escultural de Bate-Seba que se banhava distraidamente, e então, direto da sua mente vazia, ouve aquela voz insinuante: "Cara, você é o rei! Tudo que existe neste reinado é seu, ou deve estar ao seu dispor. Basta simplesmente uma ordem sua e todos obedecerão. Então, aproveite". E lá se foi Davi caindo na mesma armadilha que Adão: o desejo pelo proibido.

Tantos outros exemplos conhecemos e até mesmo já vivemos. Claro, eu e você não estamos livres disso. Este  forte desejo pelo que é proibido está vibrando dentro de nós, e não é muito fácil vencê-lo. Somos constantemente atacados em todos os sentidos do nosso corpo. Cheiros, paladares, visões, sons e toques que nos fazem propostas sabidamente tentadoras e pecaminosas, mas que naquele momento nos parecem totalmente viáveis. Nosso desejo de degustá-las é muito grande, e se nossa "oficina" estiver vazia aparecerá um invasor que nos dirá que ninguém está nos vendo, para irmos em frente.

Tiago nos dá a seqüência perfeita que aparece nestes casos. Segundo ele "cada um, porém, é tentado pelo próprio mau desejo, sendo por este arrastado e seduzido. Estão esse desejo, tendo concebido, dá à luz o pecado, e o pecado, após ser consumado, gera a morte" (Tg 1:14,15). Tem muita gente por aí colocando a culpa de tudo em cima do Diabo. É lógico que ele tem sua participação, mas muita coisa é culpa nossa, por escolhas erradas que fazemos.

Desejamos ardentemente algo que é contrario a vontade de Deus, somos seduzidos e fisgados, mordemos a isca. Caímos na desobediência e ela nos leva a morte. Nos separamos do Deus que é santo e não pode conviver com o que não é.

Mas, que rufem os tambores, toquem os clarins em alto e bom som de vitória, pois João nos dá uma informação vital para um momento como este: "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça" (1 Jô 1:9). O pecado confessado é perdoado. Isto não significa que você pode ficar pecando por aí, depois pede perdão, peca de novo... É lógico que não. O apostolo Paulo pergunta aos romanos: "Nós, os que morremos para o pecado, como podemos continuar vivendo nele?" (Rm 6:1).gb

Então, quando seu forte desejo quiser derrubar você, há uma saída usada até por Cristo: "Está escrito: nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus" (Mt 4:4). Use e abuse da palavra de Deus para vencer seus momentos de tentação.

Paulo nos oferece uma dieta fortíssima para evitarmos problemas: "tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas. Ponham em prática tudo o que vocês aprenderam, receberam, ouviram e viram em mim. E o Deus da paz estará com vocês" (Fp 4:8,9).

O proibido me atrai, mas a Palavra de Deus me dá sabedoria para vencer essa atração, que pode ser fatal.