Que bom que você veio!!


Que bom que você veio!!
Quero escrever textos que nos ajudem a entender um pouco mais daquilo que Deus tem para nós, para falarmos uma mesma linguagem. Não tenho o objetivo de ser profundo, nem teológico, nem filosófico, nada disso. Quero dizer coisas simples que pululam em minha mente, sempre atento para não contradizer em nada a minha fé, ou o que creio ser a vontade de Deus.
No mês de Agosto/12 há um texto que explica o significado e o porquê do nome Xibolete.

18 de jun de 2013

Uma bola de aniversário e os 20 centavos.

Soube de um casal que estava em processo de separação por causa de divergência na preparação da festa de aniversário do filho, sobre as cores das bolas de soprar, ou bexiga, ou balão de festas, seja lá como você conhece aqueles enfeites de aniversário em forma de bola.

Seria apenas esta a grande motivação para aquele divórcio? Claro que não. Várias outras coisas que já estavam acumuladas há tempos pesaram para explodir naquela simples desavença.

Toda essa revolução que está acontecendo em nosso país, essas passeatas que ocorrem com o pretexto do aumento das passagens tem, é claro, e você sabe disso também, toda uma carga de irritação com coisas que já aconteceram.

A corrupção desmedida daquele bando que fica em Brasília só tramando como roubar um pouco mais os cofres públicos, e a cara de pau deles em sempre se dizerem perseguidos por inimigos. Eles desconhecem o texto de Provérbios que diz: “Quem anda com integridade anda com segurança, mas quem segue veredas tortuosas será descoberto” (Pv 10:9).

A saúde publica em situação vergonhosa. A falta de escolas públicas, e as que temos em péssimo estado. Falta de segurança nas ruas. Gastos astronômicos com estádios que depois vão ficar entregue às moscas e o valor que será gasto por partida realizada. Isso tudo, e muito mais, foi juntando, juntando, e acumulou uma revolta no povo que sempre esteve calado. Salomão diz que “A justiça engradece a nação, mas o pecado é uma vergonha para qualquer povo” (Pv 14:34). Somo uma nação envergonhada. Somos motivo de piadas para todos. Somos vistos com um povinho por causa da nossa classe política e suas trapaças. Mas infelizmente isso contagiou uma grande parte da nação. Assim não deixaremos de ser terceiro mundo.

Não gosto da violência nas manifestações, tanto da polícia mal paga e mal preparada, quanto de alguns manifestantes que, penso eu, devem estar ali por um único motivo: tirar a validade do protesto. A quem interessa isso? Só ao governo, que assim pode dizer que é um bando de mauricinhos baderneiros. Acho válida demais toda e qualquer reivindicação com educação e respeito.

Mas o que tenho me perguntado é se esses que estão manifestando nas ruas teriam o desejo de entrarem no mundo político e serem diferentes daqueles que lá já estão. Quando chegar o momento das eleições, em quem votarão? Quais são realmente seus anseios?

Uma grande parte dos que estão na liderança do nosso país já participaram de protestos iguais a estes ou maiores que estes. Onde estão aqueles jovens de cara pintada que se candidataram na corrente daqueles protestos todos por diretas já, ou fora Collor, e outras? Onde estão e o que fazem?

O que fazem os que têm protestado contra a Rede Globo? Muitos reclamam que jornais desta emissora são tendenciosos, mas continuam assistindo. Reclamam das baixarias em suas novelas, mas continuam assistindo e dando ibope.

Para não me delongar mais, sinceramente, espero que a “revolta dos vinte centavos” traga um divórcio entre o povo brasileiro e a classe política sem caráter que está ai, com uma resposta implacável nas próximas eleições, e que surjam entre essa garotada corajosa que protesta hoje, homens e mulheres que tenham a mesma coragem que demonstram nessas passeatas para tornarem-se líderes que realmente façam a diferença, fazendo diferente.

1 de jun de 2013

O melhor lugar do mundo.

Grumari / RJ - Foto panorâmica de Marcos Estrela

Eu amo lugares tranquilos. Durante muitos anos meu sonho de consumo foi o mesmo do cantor e compositor Peninha:
“Eu queria ter na vida simplesmente Um lugar de mato verde Pra plantar e pra colher. Ter uma casinha branca de varanda, Um quintal e uma janela Para ver o sol nascer.” 
Depois do casamento, por causa da paixão da Ana por praia, acrescentei um lugar próximo ao mar. Com a chegada das filhas, e agora genro e neta, a casinha aumentou.

Para mim esse seria o lugar ideal para terminar os meus dias. Muito verde ao redor, acordar com pássaros cantando, frutas nas árvores, uma hortinha bem ajeitadinha com hortaliças e alguns legumes, bons livros, boas músicas, muita paz, uma praiazinha gostosa para caminhar de mãos dadas com minha linda esposa, água de coco, e outras coisas mais. Para mim esse seria “o” lugar. O meu Éden. O paraíso.

Sempre sonhei em passar a minha lua de mel no Havaí. Era um sonho acalentado pelos filmes da “Sessão da Tarde” com Elvis Presley. Depois descobri que Ana tinha o mesmo sonho. E eu ficava imaginando nós dois no Havaí; Ana com aqueles trajes típicos dançando hula comigo. Seria um sonho!!!! Com um pequeno esforço conseguimos pelo menos rimar: fomos para Guarapari. Não sei se um dia iremos ao Havaí, mas ainda sonhamos. É um lugar que eu gostaria muito de ir com a Ana.

Estes são lugares que para mim seriam os melhores lugares do mundo. Eu sei que para muitos podem parecer pobres esses sonhos, mas são meus sonhos e, então, por favor, me deixe ser pobre. Talvez seu sonho seja morar no Leblon, o metro quadrado mais caro do Rio; ou num daqueles condomínios dos Jardins, em São Paulo, os mais luxuosos e mais caros de lá; ou, quem sabe, viver num daqueles hotéis majestosos de Dubai; ou, quem sabe ainda, em Telluride (EUA) próximo a Aspen, ou Gstaad (Suiça); ou num dos resorts de Wakaya (Ilhas Fiji) onde você pode cruzar a qualquer momento com Nicole Kidman ou, se preferir, com Keith Richards. Eu prefiro a Nicole. De uma coisa eu tenho certeza, por mais bonita que seja a vista da comunidade do Vidigal (RJ), honestamente, não creio que alguém realmente sonhe em morar lá.

Mas, por mais lindos e paradisíacos que sejam estes lugares, ainda existe um lugar que suplanta todos eles em beleza, paz, felicidade e em todo e qualquer sentimento ou sensação que cause prazer. E isso foi percebido pelos autores da música que dá o título a este texto, Lineu Soares e Valdecir Lima. Em sua sensibilidade musical e, com toda certeza, espiritual eles escreveram: 
Mas de todos os lugares, O mais bonito e inspirador É onde fico em oração Junto aos pés do Salvador.”
 Acertaram na mosca (que maldade com o inseto). Não há no mundo lugar algum que seja melhor do que estar aos pés de Cristo. É uma emoção que não se pode fotografar e colocar em calendários, como se fosse uma bela paisagem. Não é possível explicar como é a sensação para quem nunca foi àquele lugar poder sentir. Não dá. Só provando. Só quem vive essa sensação conhece e não consegue explicar corretamente. É como alguns convites de festa: individual e intransferível. Só você pode usufruir.

Aos pés de Cristo é o lugar de receber perdão como nos mostra Lucas: “E eis que uma mulher pecadora que havia na cidade, quando soube que ele estava à mesa em casa do fariseu, trouxe um vaso de alabastro com bálsamo; e estando por detrás, aos seus pés, chorando, começou a regar-lhe os pés com lágrimas e os enxugava com os cabelos da sua cabeça; e beijava-lhe os pés e ungia-os com o bálsamo” (Lc 7:37,38). Esta mulher chamada de pecadora encontra o melhor lugar do mundo e ouve de Cristo: “Perdoados lhe são os pecados, que são muitos” (Lc 7:47).

Aos pés de Cristo o endemoniado gadareno encontrou descanso: “Saíram, pois, a ver o que tinha acontecido, e foram ter com Jesus, a cujos pés acharam sentado, vestido e em perfeito juízo, o homem de quem havia saído os demônios” (Lc 8:35). Este pobre homem que sofrera durante tanto tempo com as maldades que o Diabo lhe impusera agora estava calmo, sereno e tranquilo, sentado aos pés de Cristo onde encontrara o descanso para sua vida.

Aos pés de Cristo encontramos alívio para nossas aflições: “Certa mulher, cuja filha estava possessa de um espírito imundo, ouvindo falar dele, veio e prostrou-se-lhe aos pés; e rogava-lhe que expulsasse de sua filha o demônio. Então ele lhe disse: Por essa palavra, vai; o demônio já saiu de tua filha. E, voltando ela para casa, achou a menina deitada sobre a cama, e que o demônio já havia saído” (Mc 7:25,26,29,30). Aquela mãe deve ter saltado de alegria ao ver sua filha livre de perturbação.

Aos pés de Cristo adquirimos sabedoria: “Caminhando Jesus e os seus discípulos, chegaram a um povoado, onde certa mulher chamada Marta o recebeu em sua casa. Maria, sua irmã, ficou sentada aos pés do Senhor, ouvindo a sua palavra” (Lc:10:38,39). Marta queria que sua casa parecesse um bom lugar e preocupou-se em arrumar, limpar, cozinhar. Maria encontrou o melhor lugar do mundo e aproveitou a oportunidade para aprender mais. Deu prioridade ao que é prioridade.

Aos pés de Cristo muita gente encontrou cura: “Uma grande multidão dirigiu-se a ele, levando-lhe os mancos, os aleijados, os cegos, os mudos e muitos outros, e os colocaram aos seus pés; e ele os curou” (Mt 15:30). A ninguém o Mestre decepcionou.

Assim, percebemos que não é o espaço geográfico onde você está que irá definir qual é o melhor lugar do mundo. A inspiradíssima poesia de Lineu Soares e Valdecir Lima nos diz que
“Ao sentir a paz de Deus Seu poder e amor profundo, Eu posso estar onde for, Estou feliz por me encontrar No melhor lugar do mundo.”
Então, seja numa casinha branca com janelas, seja num luxuoso hotel em Dubai, seja numa palafita em uma comunidade bem pobre, é possível estar no melhor do mundo. Nosso sentimento deve ser o mesmo de Simão Pedro quando disse: “Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna. Nós cremos e sabemos que és o Santo de Deus” (Jo 6: 68).


O melhor lugar do mundo é onde a presença de Jesus se faz sentir de maneira que quase da para tocar com as mãos. É onde devemos querer ficar. E esse lugar só você pode encontrar.