Que bom que você veio!!


Que bom que você veio!!
Quero escrever textos que nos ajudem a entender um pouco mais daquilo que Deus tem para nós, para falarmos uma mesma linguagem. Não tenho o objetivo de ser profundo, nem teológico, nem filosófico, nada disso. Quero dizer coisas simples que pululam em minha mente, sempre atento para não contradizer em nada a minha fé, ou o que creio ser a vontade de Deus.
No mês de Agosto/12 há um texto que explica o significado e o porquê do nome Xibolete.

12 de fev de 2016

Só mais um cântico para crianças

Veja esta historia que saiu na revista Seleções de novembro/2007: “Enquanto eu juntava folhas com um ancinho ao longo da margem do rio que banha nossa casa, esbarrei numa tartaruga bastante grande. Ela parecia morta, mas pensei que podia estar hibernando e decidi deixá-la ali. Três dias depois, a tartaruga continuava imóvel. Então, peguei o ancinho e a virei de barriga para cima, delicadamente. Imaginem minha surpresa quando vi escrito Made in China em seu casco! Eu havia esperado três dias para um de meus enfeites de jardim começar a andar!” (J. Louise Demczyna, Canadá).

Nos meus tempos de criança, havia um cântico que falava para termos cuidado com o que nossos olhos veem, com o que nossas bocas falam, com o que nossas mãos pegam e onde nossos pés pisam. Infelizmente não vivemos muito atentos com estas coisas. O livro dos Provérbios nos diz que “quem é sábio procura aprender, mas os tolos estão satisfeitos com a sua própria ignorância” (Pv 15:14). Ainda o mesmo livro nos orienta para que sejamos sábios: “Filho, tenha sempre sabedoria e compreensão e nunca deixe que elas se afastem de você. Elas lhe darão vida, uma vida agradável e feliz” (Pv 3:21,22).

Como é agradável vermos pessoas que são sensatas e equilibradas. Pessoas que não agem para depois pensar se era a melhor coisa a ser feita ou não. Pessoas que não falam sem pensar no que estão falando, e ferem, machucam, destroem outros, sem fazer a menor reflexão antes.

Com a desculpa que o mundo hoje requer agilidade nas decisões, por causa da velocidade em que tudo acontece, atropelamos a educação, o respeito, a moralidade e perdemos a sensatez e o equilíbrio, então vamos passando como um rolo compressor por sobre tudo e todos.

O sábio Salomão nos alerta: “Não tenha pressa de ir ao tribunal para contar o que você viu. Se mais tarde outra testemunha provar que você está errado, o que é que você vai fazer?” (Pv 25:8). Sensatez e equilíbrio para discernir o que vê.
Sobre a boca Salomão avisa: “Quando o tolo fala, ele causa a sua desgraça, pois acaba caindo na armadilha das suas próprias palavras” (Pv 18:7). Sensatez, equilíbrio e sabedoria no que fala.

Quando Deus dá a Isaías uma visão sobre a nação rebelde ele diz: “Quando vocês levantarem as mãos para orar, eu não olharei para vocês. Ainda que orem muito, eu não os ouvirei, pois os crimes mancharam as mãos de vocês” (Is 1:15). Equilíbrio, sensatez e amor nas mãos que agem.

Salomão também nos avisa que “agir sem pensar não é bom; quem se apressa erra o caminho” (Pv 19:2). Sensatez, equilíbrio, sabedoria e paciência no caminhar.

O uso destas partes do corpo pode trazer sérias consequências, por isso Salomão reuniu tudo isso num texto que mostra qual o sentimento de Deus com relação a isso: “Existem sete coisas que o Senhor Deus detesta e que não pode tolerar: o olhar orgulhoso, a língua mentirosa, mãos que matam gente inocente, a mente que faz planos perversos, pés que se apressam para fazer o mal, a testemunha falsa que diz mentiras e a pessoas que provoca briga entre amigos” (Pv 6:16 a 19).

Talvez seja a hora de resgatarmos o cântico dos meus tempos de criança, que os adultos achavam engraçadinho ver os pequenos cantando nas manhãs de domingo, na EBD (Escola Bíblica Dominical), e não levavam a sério, que dizia: “Cuidado olhinho o que vê; cuidado boquinha o que fala; cuidado mãozinha o que pega; cuidado pezinho onde pisa. O salvador do céu está olhando pra você”.

Pode ser "só" mais um cântico para crianças, mas, cuidado, com Deus não se brinca.