Que bom que você veio!!


Que bom que você veio!!
Quero escrever textos que nos ajudem a entender um pouco mais daquilo que Deus tem para nós, para falarmos uma mesma linguagem. Não tenho o objetivo de ser profundo, nem teológico, nem filosófico, nada disso. Quero dizer coisas simples que pululam em minha mente, sempre atento para não contradizer em nada a minha fé, ou o que creio ser a vontade de Deus.
No mês de Agosto/12 há um texto que explica o significado e o porquê do nome Xibolete.

19 de jan de 2013

Se souber frear...


Duas jovens, em um ônibus, conversavam sobre habilidade para dirigir um veículo. Uma tinha habilitação e a outra não. Segundo uma delas dirigir é tranquilo: “se souber frear pode tudo”. Observando o trânsito da cidade, começo a pensar que muitas outras pessoas pensam da mesma forma.

Isto pode ser aplicado também para outras áreas da nossa vida. Muitas coisas erradas que andam acontecendo provavelmente chegaram à proporção atual porque um dia alguém pensou que seria fácil frear.

Uma dessas coisas é o desmatamento.  Continuamos pensando que será possível parar com ele, mas a ganancia sem freios dos madeireiros, dos agricultores e dos nossos representantes em Brasília, passa como um rolo compressor por cima de toda e qualquer tentativa. A cada dia o nosso planetinha fica menos verde.

O viciado é outro que com certeza começou crendo sinceramente que poderia pisar no freio quando quisesse.  A ótima banda de rock gospel, Fruto Sagrado, canta em sua música “Vicio”:
“Até onde você pensa chegar? Será que ainda pensa?
Será que o vício ainda deixa você pensar?
No início parece legal
Todo mundo acha que não vai se viciar,
Se desintegrar... na rodinha de "amigos"
Na pista de dança... em qualquer lugar...
Fumando, cheirando, bebendo, pegando todas
Todo mundo "na boa"... todo mundo "legal"...
Ainda assim insiste e vai mais fundo,
Perde o rumo, o prumo... não sabe mais voltar!”

Não consegue encontrar o freio e cada vez pisa mais fundo no acelerador. E a mesma música pergunta:
“Até quando você vai aguentar?
Até quando você vai aguentar?
Ver a droga do vício... do lixo...
Te dominar, te controlar... te manipular!”

O namoro é outro ambiente onde os freios estão em constante falta de manutenção. Tudo começa com um simples olhar de admiração, uma conversa inicial, mãos dadas, beijinho no rosto (pelo menos no meu tempo era assim que começava). Então, as lonas do freio se desgastam rápido demais, e acontecem os beijos na boca. A aceleração aumenta, os freios começam a falhar; vai para o longo beijo na boca com línguas também desenfreadas. O carinho rapidamente se transforma em carícias bem audaciosas nas curvas sinuosas. Os freios finalmente se deterioram por completo e o namoro em alta velocidade e totalmente descontrolado... Você sabe como termina isso.

Outras tantas situações se aplicariam aqui, mas, o que importa não é ficarmos pensando nelas e sim em como evitar. O apóstolo Paulo deixou registradas as palavras que poderão servir de freios para qualquer situação: “Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar” (I Co 10:3). Esta orientação pode ser complementada por outra deixada por Tiago: “Sujeitai-vos, pois, a Deus; mas resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós” (Tg 4:7).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, pois é sempre bom saber o que você pensa.