Que bom que você veio!!


Que bom que você veio!!
Quero escrever textos que nos ajudem a entender um pouco mais daquilo que Deus tem para nós, para falarmos uma mesma linguagem. Não tenho o objetivo de ser profundo, nem teológico, nem filosófico, nada disso. Quero dizer coisas simples que pululam em minha mente, sempre atento para não contradizer em nada a minha fé, ou o que creio ser a vontade de Deus.
No mês de Agosto/12 há um texto que explica o significado e o porquê do nome Xibolete.

2 de jun de 2017

Deixe Barrabás na cruz.

Nem sempre é muito fácil fazer escolhas. As vezes é muito complicado optar por alguma coisa, pois as consequências podem ser duradouras, e o futuro a Deus pertence. Algumas escolhas podem ser difíceis por trazerem mudanças radicais em nossas vidas.

Mas uma coisa que todos os pais já fizeram foi escolher nomes para seus filhos. Essa é uma questão que pode até criar confusão. Se não houver um consenso sobre o nome a encrenca pode ser feia.

Na minha casa foi bem simples. Eu disse logo que se fosse mulher Ana poderia botar o nome que quisesse, mas se fosse homem seria David. Disso eu não abriria mão. Ela se deu bem, pois tivemos duas filhas, eu não pude ter o meu David. Não há possíveis formas de femininilizar este nome. Imagine, seria qualquer coisa mais estranha que o meu.

Maria e José não tiveram esta oportunidade com seu primogênito. O anjo do senhor avisou: "Você ficara gravida, dará à luz um filho e porá nele o nome de Jesus". Pronto. Agora ela teria que comunicar a José, seu noivo, que estava gravida, que não era dele e que nem o nome ele poderia escolher. Mas foi assim que aconteceu. E Jesus nasceu, cresceu e fez tudo o que estava nos planos de Deus, inclusive morrer por nós.

Mas na morte de Cristo, acontece algo bem significativo. O texto bíblico relata que "na Festa da Páscoa, Pilatos tinha o costume de soltar algum preso, a pedido do povo. Aí toda multidão começou a gritar: “Mata esse homem! Solta Barrabás para nós! Barrabás tinha sido preso por causa de uma revolta na cidade e por assassinato" (Lc 23:17-19). Pilatos interrogou Jesus e percebeu que ele nada tinha feito para merecer aquela morte, então tentou resolver seu problema de consciência passando a bola para o povo, achando que escolheriam Jesus para ser solto. Pobre Pilatos, não conhecia o coração dos homens.

Pilatos não poderia perceber que havia aqui muito mais que apenas dois condenados. Havia nesta situação duas realidades bem diferentes. De um lado, Cristo com sua mensagem renovadora e revolucionária. Mudança de atitudes. Amor ao próximo. Ele pregava uma revolução completa nos costumes daquela gente. De outro lado, Barrabás que representava o status quo. A bagunça continuaria. Não haveria mais ninguém pelas ruas da cidade dizendo que todos precisavam de uma mudança total em seus costumes, e nos relacionamentos.

A turma não queria isso. Eles queriam continuar como estavam. Barrabás poderia continuar, pois ele fazia parte de tudo isso. Ele representava aquele caos que era a vida de todos. Então, SOLTA BARRABÁS!

Desde então, milhares e milhares de vezes, Barrabás tem sido escolhido de novo. Em varias situações em nossa vida temos feito a mesma escolha daquela gente. Em vários momentos temos optado por coisas e situações que são totalmente contrarias ao que agrada a Deus.

Crucifique Barrabás em sua vida. Escolha Cristo, sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, pois é sempre bom saber o que você pensa.