Que bom que você veio!!


Que bom que você veio!!
Quero escrever textos que nos ajudem a entender um pouco mais daquilo que Deus tem para nós, para falarmos uma mesma linguagem. Não tenho o objetivo de ser profundo, nem teológico, nem filosófico, nada disso. Quero dizer coisas simples que pululam em minha mente, sempre atento para não contradizer em nada a minha fé, ou o que creio ser a vontade de Deus.
No mês de Agosto/12 há um texto que explica o significado e o porquê do nome Xibolete.

21 de jun de 2012

Rio+20


Estamos vivendo mais um evento para debater sobre o cuidado com o nosso planetinha. Isso mesmo, mais um. Desde Rio92 outros incontáveis foram realizados pelo mundo todo. Muito dinheiro e tempo gasto para pouquíssimas soluções. A cada dia vemos mais e mais destruição motivada pela ganância, busca de poder e outras tantas razões nada saudáveis. Vejo muita promessa e pouca realização. Muita propaganda enganosa.

Pelo que tenho acompanhado no noticiário, não estão conseguindo chegar a um consenso.  O texto criado irá para os “todo-poderosos” sem representar um desejo comum e, gostaria de estar errado, vai continuar assim. Mesmo que houvesse unanimidade também não resolveria muito.

Enquanto houver veículos rodando, haverá petróleo sendo queimado, ou vazando pelos oceanos. Enquanto houver necessidade de papel, árvores serão derrubadas. E não me venham dizer que isto é feito com a preocupação do reflorestamento, pois não é bem assim. As sacolinhas plásticas continuam brotando nos supermercados. As garrafas de plástico continuam sendo jogadas nos rios e matas; a reciclagem delas é absurdamente pequena. Nossos computadores que se tornam obsoletos com enorme rapidez jogam matérias nocivas na natureza. Quantas pessoas você conhece que entrega suas máquinas velhas em algum lugar de reciclagem? Existe isso? Você faz isso? As pilhas e baterias estão indo para qual depósito especializado para recolhê-las? Conheço bem poucos pontos que recolhem; acho que dá para contar em uma das mãos. Para onde vão as suas?

Esta lista, com certeza, poderia ter muitos e muitos itens que nos daria uma visão da grande irresponsabilidade do homem de cuidar do mundo onde ele vive. É como se morássemos numa casa e ficássemos muito tempo sem realizar nenhuma reforma, nenhuma faxina, nada. Só aproveitássemos da casa, deixando que alguns vazamentos durassem para sempre; que o lixo acumulasse por todos os cantos. É mais ou menos isso que fazemos com o nosso ambiente. Não temos tido nenhum respeito por ele. Agora ele começa a nos cobrar, e caro, por todos esses anos de desrespeito. Aquecimento global; geleiras se derretendo; ar poluído; risco de faltar água; animais em extinção; mudanças bruscas de clima; enchentes a toda hora e em todos os lugares; frio e calor acima do normal... A nossa casa está nos avisando que alguma coisa está errada e ficamos fazendo grandes eventos que não trazem efeito algum.

Creio que o grande movimento que precisamos fazer é no coração do próprio homem. Sem isso não haverá encontro mundial que resolva esta situação. O princípio destas dores foi lá no Éden quando Deus criou o homem e o colocou no Jardim “para o lavrar e guardar” (Gn 2:15). Até então não havia acontecido o momento em que o homem optou por desobedecer a Deus. Com a queda tudo mudou, e o cuidado do homem com a terra também. Agora não era o lavrar e guardar orientado por Deus, mas, sim, o explorar ao máximo tudo que a terra poderia dar crendo que estes recursos nunca se tornariam escassos. Deu o que deu.

Creio verdadeiramente que a mudança do coração do homem, fruto do seu relacionamento íntimo com Deus, é suficiente para mudar a sua visão a respeito do cuidado com a natureza, mas este é um tema que as nossas igrejas deveriam proclamar com mais intensidade. O cuidado com a natureza é um desejo de Deus, e se a igreja é a responsável por transmitir os desejos de Deus para o mundo, a cúpula dessa conferencia deveria ser formada por líderes cristãos, HONESTOS, não de representantes de governos, mais preocupados com seus próprios umbigos do que com o mundo.

Mas, por que somos politicamente corretos como cristãos, é melhor não nos intrometermos, não é verdade? Infelizmente, ainda veremos outros eventos por ai, mundo afora. E continuaremos esperando por soluções dos nossos representantes. Soluções mágicas. Soluções trágicas.

Mas quem se importa? Até tudo isso acontecer nós não estaremos mais aqui...

Um comentário:

  1. Concordo cem por cento com esse texto! Precisamos ser mais ativos no nosso papel de filhos de Deus no que tange a criação.
    A ardente expectação da criação aguarda a manifestação dos filhos de Deus!
    Pr. Mário Sérgio

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, pois é sempre bom saber o que você pensa.