Que bom que você veio!!


Que bom que você veio!!
Quero escrever textos que nos ajudem a entender um pouco mais daquilo que Deus tem para nós, para falarmos uma mesma linguagem. Não tenho o objetivo de ser profundo, nem teológico, nem filosófico, nada disso. Quero dizer coisas simples que pululam em minha mente, sempre atento para não contradizer em nada a minha fé, ou o que creio ser a vontade de Deus.
No mês de Agosto/12 há um texto que explica o significado e o porquê do nome Xibolete.

1 de jun de 2012

Dançando conforme a música, de Deus.


A Fifa acaba lançar o tema para a Copa no Brasil: “Juntos num só ritmo”. É um bonito tema e bem significativo. Segundo o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, “o slogan é o fio condutor para a Copa do Mundo. Não só para o Brasil, mas para o mundo. É por isso que tem sido importante trabalharmos juntos, Brasil e Fifa, para misturar a cultura mundial e a cultura brasileira e ser capaz de mostrar ao mundo o que é o Brasil, o que é o ritmo do Brasil”.

Em um país com as dimensões do Brasil, com toda sua diversidade de culturas, estilos musicais, características próprias de cada região na forma de falar, religiões, sabores típicos regionais, raças, e outras tantas peculiaridade que temos por aqui, encontrar um único ritmo poderia gerar alguma dificuldade. Qual será o ritmo que este fio condutor da copa nos levará a seguir juntos?

Será o ritmo das águas que rolam Cachoeira abaixo em Brasília, encharcando todos aqueles nossos honestíssimos políticos, que nada fizeram e estão apenas sofrendo perseguições? Acho até que não deveríamos votar neles novamente para não sofrerem outras maldades.

Será o ritmo dos nossos bondosos banqueiros que estão nos fazendo a caridade de baixar seus juros, recusando com isso aos lucros exorbitantes que sempre massacraram a população? Quem irá pagar esta conta? Eu sempre ouvi que o almoço nunca sai de graça. Alguém sempre paga.

Será o ritmo das nossas mídias televisivas que insistem em tornar mais bagunçado ainda a moralidade da nossa juventude, com suas mensagens enganosas ensinando que é muito bom transar a vontade, que não haverá consequência alguma? Que é totalmente careta os pais não deixarem seus filhos/filhas levarem seus namorados/namoradas para a cama do seu próprio quarto. Que o homossexualismo é lindo e só traz felicidades. Que essa história de fidelidade conjugal não existe mais, que o bom é variar mesmo.

Será o ritmo de algumas igrejas que têm deturpado a mensagem pura do evangelho, em prol de bênçãos materiais, sucesso no tamanho da igreja ou na quantidade de frequentadores mesmo que não haja compromisso algum, ou apenas para alimentar a megalomania de seus donos?

Será no ritmo funk proibidão com palavras obscenas que somos obrigados a ouvir dos carros que param ao lado do nosso, ou que passam em nossa rua, com o som altíssimo para alimentar a carência afetiva dos seus donos, que desejam atenção? Alguns desses carros parecem valer menos do que a aparelhagem de som que carregam.

Desejo que o ritmo que nos unirá seja o de Sadraque, Mesaque e Abednego, do livro do profeta Daniel, que foram levados para o palácio do rei da Babilônia, Nabucodonosor, com ordens que fossem tratados com o melhor do daquele lugar. Comeriam e beberiam do mesmo que fosse servido ao rei, mas recusaram por temerem a Deus e não desejarem se contaminar de maneira alguma.

Poderiam ter vivido o sonho de todos nós, morar num palácio, com todas as regalias que isso envolve. Poderiam, como os outros jovens de sua nação que foram levados para o palácio junto com eles, dançar o mesmo ritmo do rei da Babilônia. Mas por amarem a Deus, se recusaram.

Sua coragem para enfrentar o poderoso rei, colocando até mesmo suas vidas em risco, e não mergulhar nas aguas que corriam daquela cachoeira, foi honrada por Deus, que os livrou das perseguições. O testemunho deles fez o rei declarar: “Bendito seja o Deus de Sadraque, Mesaque e Abednego, o qual enviou o seu anjo e livrou os seus servos, que confiaram nele e frustraram a ordem do rei, escolhendo antes entregar os seus corpos, do que servir ou adorar a deus algum, senão o seu Deus” (Dn 3:28).

Que em 2014, quando a copa chegar, nos encontre vivendo juntos num só ritmo, o de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, pois é sempre bom saber o que você pensa.