Que bom que você veio!!


Que bom que você veio!!
Quero escrever textos que nos ajudem a entender um pouco mais daquilo que Deus tem para nós, para falarmos uma mesma linguagem. Não tenho o objetivo de ser profundo, nem teológico, nem filosófico, nada disso. Quero dizer coisas simples que pululam em minha mente, sempre atento para não contradizer em nada a minha fé, ou o que creio ser a vontade de Deus.
No mês de Agosto/12 há um texto que explica o significado e o porquê do nome Xibolete.

14 de mai de 2012

Qual a base da sua fé?


(Este texto foi escrito ha algumas semanas atrás)

Na semana passada Joel Santana, técnico do Flamengo, afirmou: “Estou indo para o nono título no Rio”. Admiro o Joel. Gosto mesmo dele. Tem o tal papo de boleiro e por isso é querido pelos jogadores. Com seu jeito de paizão, tem conseguido arrumar os times por onde passa e com isso acumulou títulos no futebol carioca.

Mas, dai a afirmar que está indo para mais um título, numa semana que tem um clássico diante de um time que tem jogado muito bem, que manteve quase a mesma equipe desde o ano passado, é exagero dele. Uma provocação boba, que talvez tenha mexido com os jogadores do Vasco. Resultado: vitória do Vasco e eliminação do Flamengo, que agora terá umas férias forçadas.

O autor da carta aos Hebreus afirma que “a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos” (Hb 11:1). Até ai Joel mandou bem. O grande problema é em que apoiamos esta fé. Joel, provavelmente, olhou para sua equipe e viu jogadores com capacidade de superar a eliminação da Copa Libertadores, e partir pra cima do Vasco com determinação e garra; ou pensou em sua capacidade de montar o time, ou de criar estratégias, e assim vencer a partida. Olhou apenas para as provisões, ou previsões, que possuía.

Quando os Gibeonitas perceberam que o povo de Deus liderado por Josué estava próximo, “usaram de astúcia: foram e se fingiram embaixadores, tomando sacos velhos sobre os seus jumentos, e odres de vinho velhos, rotos e recosidos, tendo nos seus pés sapatos velhos e remendados, e trajando roupas velhas; e todo o pão que traziam para o caminho era seco e bolorento” (Js 9:4,5), enfim, montaram uma cena dramática e convenceram Josué e sua liderança de que vinham de muito longe, para fazer um acordo de paz. O texto sagrado nos diz que os israelitas acreditaram naquela cena e “não consultaram o Senhor” (Js 9:14).

Crer no que vemos não é fé. Crer nas nossas possibilidades não é suficiente. Crer nas coisas que temos em nossas mãos é ter uma esperança muito pequena. A verdadeira fé esta no ver com certeza absoluta que alguma coisa que não vemos é a mais absoluta realidade. Esta fé só pode ser fruto da confiança na realização de cada promessa de Deus, que não é visível, mas é real. A fé só tem uma base confiável, quando Deus é a base.

Os homens falham e morrem. As coisas materiais se acabam, quebram ou se perdem. Só Deus é eterno e totalmente confiável. Onde está sua fé?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, pois é sempre bom saber o que você pensa.